Cuidando do Meu Peugeot

Pages

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Identificar os defeitos do seu circuito de frenagem

Quando acender a luz de segurança no painel...
O nível do líquido é muito baixo ou as pastilhas são muito usadas. Seus freios podem ter uma pane total...

t2.gif

Os freios estão aquecidos...
Os freios continuam apertados: eles estão aquecidos e têm risco de deixar você totalmente sem freio.

t3.gif

O pedal está duro...
Deve fazer força ao frear: isto pode ser uma deficiência do servofreio, dos canos dos circuitos hidráulicos, dos cilindros das rodas...

t4.gif

O veículo puxa para um lado...
O veículo se desvia: é possível que o cilindro da roda ou as pinças estejam emperrados ou ainda que falte pressão num pneu.

t5.gif

Rangido...
À menor solicitação, os freios rangem: é a indicação de um problema nos discos, nos tambores, ou nas lonas dos freios ou de uma peça solta ou quebrada.

t6.gif

É mole...
O pedal do freio está mole e não tem resistência: você é obrigado a bombar o pedal do freio para poder frear. É um sinal evidente de uma anomalia grave do sistema hidráulico.

t7.gif

Vibração...
Na frenagem, o pedal dos freios, o volante e por vezes todo o veículo começa a vibrar: a vibração é ocasionada, provavelmente, por defeitos nos discos dos freios, de uma peça solta ou de uma folga excessiva dentro do eixo dianteiro.

←  Anterior Proxima  → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário